sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Os OVNIS existem?

Tó - Acreditas em Ovnis?
Zé - Claro que não!
Tó - Porquê?
Zé - Porque nunca vi nenhum!

Tó - Acreditas em átomos?
Zé - Claro que sim.
Tó - Porquê, já viste algum?
Zé - Não, mas muitas pessoas já viram.


Acreditar no que não é explicável pela ciência ou pela razão é complicado nos dias que correm. É quase como passar a si próprio um atestado de loucura. O que faz sentido e tem lógica é acreditar que o Universo surgiu por acaso, que a realidade é exclusivamente constituída pelo que podemos observar e que somos os únicos habitantes de um Universo constituído por milhões de galáxias. Claro que, ainda que existisse vida noutros planetas, não poderia ser mais inteligente que nós ou possuir tecnologia mais avançada. Isso não cabe na cabeça de ninguém. Se nós só usamos 10% do cérebro é porque os outros 90% não podem ser usados e pronto. Agora virem dizer que podem existir outros povos com capacidades superiores às nossas? Isso nunca! Onde é que já se viu? Querem ver que iríamos ser ensinados por eles e não o contrário?! Que todo o nosso conhecimento e instrumentos de repente seriam obsoletos? Que muito do que temos como certezas afinal não corresponderia à verdade? Que a nossa ciência, medicina e tecnologia de ponta afinal seriam arcaicas? Que a forma como nos organizamos, fazemos politica e gerimos recursos seria considerada disfuncional e pouco inteligente? Não, definitivamente os Ovnis NÃO PODEM existir, assunto encerrado.

9 comentários:

Manuel Rocha disse...

Belissíma conclusão !
Curto, seco e directo ao ponto !

OVNIS nunca vi nenhum,mas quanto aos OVIS que não acreditam em OVNIS a conversa é outra : existem em barda, concordo, e estamos sempre a encalhar neles. Aqui nos blogs então é uma farturinha. Há-os para todos os gostos e, tal como a Pink, também eu receio que certas sub-espécies se reproduzam, apesar de se designarem por "murchas"...

Manuel Rocha disse...

Então agora que eu tinha tempo para visionar os videos dos OVNIS eles já não estão é cena ?!

Não há justiça neste blog !!!

Queixo-me a quem ?

anonimodenome disse...

os OVNIS são vistos por aí, mas não são nada do que se vai falando.

Não estejam à espera de ETs, que eles não andam por aí.
Claro que sei que existem outros seres pensantes no Universo, que questionam, só que não estão ali ao virar da esquina.

Os OVNIS - Objectos Voadores Não Identificados
ou UFO - Unidentified Flying Objects
ou UAP - Unidentified Aerial Phenomena

Não são Objectos nem tãopouco voadores. UAP é mais certeiro.

O que são? Nada de importante,
e não há tempo para explicar coisas pouco importantes.
Ainda por cima, mesmo que explicasse, muito bem explicadinho, a versão poética é muito mais gira, mais obscura e por isso mais atraente.
O que é absurdamente estúpido é que a ciência (neste caso merece uma letra pequenina) em face da sua incapacidade, devote um profundo desprezo pelo assunto.
Funciona como o Thomas Zenkle em http://sempenas-ant.blogspot.com/2007/12/em-nome-de-deus-ou-as-cinco-medidas.html
que pegou fogo à Ilha de Caim para fazer desaparecer o problema.


Tropeçar numa verdade dá-nos prazer, mas é pessoal.
Sigam para a
http://outramargem-alf.blogspot.com
que lá estão verdades fascinantes a brotar. Isso sim vale a pena.

alf disse...

O problema está muito bem colocado. E abre a porta a masi umas leituras, a saber:

- se existissem uns extraterrestres a observarem-nos, necessarimente esses seres tratariam de não ser detectados por nós; porquê? Porque esses seres estariam à nossa frente na evolução, seriam mais inteligentes. Em contacto com eles, os humanos não buscariam mais a solução para os seus problemas, apenas quereriam que os extraterrestres lhos resolvessem. Sem a essa busca de soluções, a pressão para a evolução desapareceria, os humanos ficariam tão estagnados na evolução como os chimpazés ou as tartarugas.

Pink&Blue disse...

Pois é Alf,

Concordo consigo. O problema não é tanto o da evolução material ou do conhecimento ciêntifico, o problema coloca-se essenciamente ao nível da evolução da consciência. A evolução ciêntifica desprovida de uma base conciêncial suficientemente desenvolvida e fortalecida é uma falsa evolução, é um adquirir "sabedoria" de fora para dentro e portanto artificial e acrescentaria, perigoso. Por esta razão, se somos observados por seres cujas capacidades nos ultrapassam, é natural que não queiram contactar-nos enquanto não estivermos preparados para isso, e essa preparação dependerá não do conhecimento que já tivermos adquirido, mas da forma como o usamos (de dentro para fora).

Manuel Rocha disse...

Atenção Pink:

Informação, conhecimento e sabedoria são cousas distintas.

Conhecimento é a capacidade de utilizar a informação, e a sabedoria reporta para o uso útil do conhecimento. Nesta acepção uso útil só pode querer dizer bem comum. Não é bem de uns tantos, é mesmo bem comum.

Quanto às razões dos ET´s para não ligarem à malta, há quem reporte encontros imediatos...

Gostei dos videos. Há dois que dão que pensar. Os outros dão ideia de OVNIS avariados, o que tb é possível...lol..

dom disse...

Pink, como te disse, a Equação de Drake faz-nos chegar a conclusões que não acreditava-mos chegar!

Cheers,
dom

Anônimo disse...

Olha cada um acredita no que quer e se tu nao tens capacidades para isso é melhor estares calado.E mais uma coisa lembra te que existem milhares de estrelas na nosso galaxia , planetas ... Para terminar por acaso ja foste para alem do nosso sistema solar?claro que nao nem tu nem ninguem idiota e imaturo so uma intelegencia muito pequena como a tua é que pensa assim!Tu por acaso la sabes se existe outra "terra" para alem da nossa.Se gostasses muito disso terias aventurado a ser astraunauta e dedicarias anos da tua vida a viajar numa nave para descobrires antes de tirares conclusoes propositadas.Pensa duas vezes antes de falares.

Pink e Blue disse...

Olá Anónimo,

Não sei quem és mas posso assegurar-te que és burro. Todo o texto que escrevi foi escrito com ironia. Aliás, se tivesses lido os comentários anteriores terias percebido isso. Lê o texto novamente e desta vez com atenção "antes de falares" :-)