quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

BookCrossing

foto residente no site:migmeg.com.br


Eu adoro livros. Sou do tipo de pessoa que considera um livro como um amigo, que nos faz confidências e nos transporta para novos mundos, novas descobertas e aprendizagens.



Gosto do cheiro dos livros, de os folhear e quando acabo de ler o meu mais recente "amigo", gosto de o colocar na estante ao lado dos outros.



Tenho por isso uma relação muito física com os livros. Mas isto tem vindo a mudar...



O ano passado lá no emprego foi organizada uma acção de recolha de livros para instituições prisionais e de solidariedade. Participei com dois enormes sacos de livros e afinal, nem doeu nada!



Depois veio o BookCrossing e aderi... (mais informações adiante).
Ou seja, descobri o prazer de partilhar livros em lugar de os manter egoisticamente emprateleirados.
Vou guardando apenas aqueles que de tão sublinhados e de tantas anotações nas margens, já não são partilháveis :)
Devo dizer que é uma boa sensação, esta de guardar do livro apenas o seu conteúdo.
Para quem não conhece o conceito de bookcrossing e tem curiosidade, digo-vos em linhas gerais como funciona:


1- Decidimos qual o livro que queremos libertar

2 - Vamos ao site e registamo-nos

3 - Registamos o livro e damos-lhe uma pontuação (também podemos incluir um comentário ou resumo do livro)

4 - Imprimimos as etiquetas que o site disponibiliza

5 - Colamos as etiquetas no livro

6 - No espaço em branco da etiqueta escrevemos o numero que o site atribuiu ao nosso livro

7 - Deixamos o livro num espaço publico (jardim, café, biblioteca...)

8 - Voltamos ao site para informar o local onde o deixámos

9 - A partir daqui, com o número que lhe foi atribuido, podemos seguir-lhe o rasto

No site temos a possibilidade de pedir que nos enviem alertas para os livros libertados na nossa cidade e se nos interessar podemos ir lá resgatá-los.

Links uteis:

BookCrossing Portugal

Blog para bookcrossers


Como passei a receber por mail as novidades do BookCrossing, deixo aqui uma noticia que se refere a Portugal:

BOOKCROSSING NEWS

"Strawberries With Sugar -- BookCrossing Portuguese Style

Take a look at the number of Portuguese BookCrossers who have joined recently. The dramatic rise may be due in part to some recent television publicity we received, courtsey of Morangos com Açucar (Strawberries With Sugar). We're told that the Portuguese teen soap opera decided to show some of its cast finding a BookCrossing book and discovering the joy of BookCrossing. Viewers liked what they saw — there's been a 20-fold rise in membership in the days immediately following the broadcast. The episode aired on November 30 and BookCrossing even got a mention in the plot write up online for that day! Welcome to all our new members, whether they like their strawberries with sugar or plain!"

16 comentários:

Manuel Rocha disse...

Interessante !

E além disso há as bibliotecas públicas, tão reivindicadas quanto vazias ( de pessoas, não de livros...)...

Já agora, diga à gente: que anda a ler ??

:)

Pink&Blue disse...

Pois é Manuel...

Eu própria frequento pouco as bibliotecas (mas isso também vai mudar...)

Tenho um amigo que praticamente não compra livros. Lê tudo na biblioteca e acho que ele é que sabe!

Mas o boockcrossing é interessante porque podemos sempre ir no jardim e tropeçar num livro que diz "leva-me"!

Quanto às minhas leituras actuais, estou a ler "A Sombra do Vento" e "O Estado do Universo" de Pedro G. Ferreira.

Já agora, parece que o António lhe deu carta branca para avançar com a cena do "Consertar o Homem"... ;)

Manuel Rocha disse...

Ah foi ?!....tenho que ver isso...

A Sombra do Vento ...hummmm...muita parra.....

alf disse...

A ideia é interessante mas não se ajusta ao que leio... porque eu não leio, apenas consulto. Raros são os livros que leio da primeira à ultima página. Já foi tempo...

Não leio como passatempo, apenas me interessam coisas que me estimulem o pensamento na minha linha de preocupações; hoje pego num livro porque estou a pensar no assunto A e penso que esse livro diz qq coisa sobre isso; mas amanhã volto a esse livro porque ele tb tem qq coisa sobre o assunto B e amanhã eu estarei a pensar em B; etc.

Por isso, não esgoto os livros, estão todos meio-lidos; além de que são a minha memória, volto frequentemente aos mesmos livros.

Mas para quem lê pelo prazer e pelo exercício de ler, com eu já fiz, esta é uma óptima ideia!

antonio disse...

Eu gosto de livros, de os ter e de os manusear, mas sou como o Alf, raramente os leio. Estranho este conceito de devolver um livro depois de o ler, o que pressupõe lê-lo...

Um dia destes entro numa biblioteca só para ver o ambiente!

ali_se disse...

Passei por aqui e achei interessantes os vossos comentários...
E um dia destes irei escrever sobre este tema dos livros.
Eu gosto muito de bibliotecas e por isso frequento-as e de livrarias também gosto, mas só compro livros se precisar mesmo muito. Evito essa transacção por variadíssimas razões e uma delas é a aversão que tenho à demasia.

Pink&Blue disse...

Manuel,

Eu estou a gostar da "Sombra do Vento" é um livro sobre livos. Acho interessante mas ainda vou no inicio. Quando terminar dir-lhe-ei.

Alf,

Percebo-o muito bem. Também me chateia ler aguns livros até à ultima página. O que eu gostava mesmo era de ter aquela caracteristica da Kim Basinger no filme "A minha madrasta é um extraterrestre". Ela abria um livro numa página ao acaso, colocava a mão e pulso dentro do livro e em segundos estava lido. Isso é que era!

António,

Bora lá, vamos os dois que eu também preciso aprender a ir à biblioteca!

Ali,

Bem vinda ao "hopeinsunrise". Obrigada por partilhar as suas preferências quanto aos livros. Também estou consigo, a demasia não presta :)

Pink&Blue disse...

Ali,

Ainda a propósito de demasia, lembrei-me que tenho um post sobre o tema e que se chama "A importância do vazio". Encontra-o nas minhas "Páginas soltas" em "consumismo" ou "Reflexões". Talvez lhe interesse.

Alice (ali_se) disse...

Ah obrigada Pink e já agora qual o link?

Pink&Blue disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ali_se disse...

Já li o seu texto, excelente!
É isso mesmo, Pink! Esse estar de nos vermos em tudo pela quantidade é assustador e ensina-se por todo o lado como o ideal a ser seguido.
Eu sempre fui assim, mas enfim não é fácil sobretudo quando se é jovem...
Vai ser difícil alterar estes monstruosos hábitos do ter sem Ser e já agora deixo-a também com este meu LINK alusivo ao tema.
Voltarei
Obrigada
Alice

aprendiz disse...

Gosto de ler, embora ultimamente não seja das coisas que mais faço. Mas gosto de ler pelo prazer de descansar a mente, gosto de livros bons mas, confesso, raramente consigo ler até ao fim livros fora da componente da ficção. Enfim, cada um com as suas coisas...
Tenho pelos livros um apego desmedido (às vezes acho que ridículo), não consigo desfazer-me deles. Tenho-os todos (excepto os emprestados não devolvidos :( ), mesmo os que não gostei, e aqueles que acho serem uma bela porcaria. Tenho dificuldade em ler livros emprestados - faço-o, mas custa-me pois no final tenho sempre vontade de ficar com ele...
Acho o conceito do bookCrossing interessante, talvez um dia experimente...
Agora estou mais tentada a experimentar um outro conceito, também ele semelhante, PostCrossing!
http://www.postcrossing.com/

aprendiz disse...

Esqueci-me de referir que o postCrossing é uma ideia portuguesa "com certeza"! :)
http://pt.wikipedia.org/wiki/Postcrossing

o Editor disse...

Olá,

A ideia do BookCrossing é muito interessante...embora eu esteja um pouco desiludido porque o 1ª livro que libertei foi o "Siddharta" à cerca de 3 meses num banco do aeroporto de lisboa e ainda ninguém deu notícias...:-(
O próximo irei deixar num posto de bookcrossing que é mais seguro..

Pink&Blue disse...

Olá Editor,

Tens razão. Eu já libertei 3 livros e só tenho noticias de 1 deles. A questão é que muitas pessoas ainda não estão familiarizadas com o conceito, não conhecem o site ou não são utilizadores assiduos da internet. Também já tinha pensado nessa opção de libertar livros apenas em zonas assinaladas. Vou passar a fazer isso. A piada está precisamente no facto de obteres feed-back dos futuros leitores do teu livro e saberes por onde ele anda. :)

Bjs

Pink&Blue disse...

Olá amiga Aprendiz,

Conheço esse teu apego pelos livros. :) Muito semelhante ao que eu própria já tive. Por isso tens a minha compreensão.

Não conhecia o postcrossing. Obrigada pela dica. ;)

bj